quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Aula Inaugural para a Turma Especial de Direito da UEFS

ProSel Especial de Direito – Aula Inaugural nesta quinta-feira, às 18h30
   A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) matriculou, nessa terça-feira (11), os aprovados no processo seletivo da turma especial de Direito. Foram oferecidas 40 vagas destinadas a beneficiários dos projetos de assentamentos criados ou reconhecidos pelo Incra e do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNFC).
   A Aula Inaugural será realizada nesta quinta-feira (13), às 18h30, no auditório do módulo 7, com palestra do professor da Universidade de Brasília (UnB), José Geraldo de Souza Júnior. Também profere palestra o coordenador nacional de Direitos Humanos do MST, Jovelino José Strozak, que foi o primeiro filho de assentado a conquistar mestrado e doutorado em Direito. As atividades contarão com a presença do reitor José Carlos Barreto.
Turma Especial de Direito - Matrícula 11/12/12   A turma reúne estudantes de diversos estados como Rondônia, Ceará, Pernambuco, Bahia, Mato Grosso, Espírito Santo e São Paulo.
   Letícia Santos Souza tem 19 anos e mora no Assentamento Porteira organizado pela Pastoral Rural, em Adustina, no nordeste da Bahia. Ela espera “contribuir com a comunidade em que vive depois que se formar, transformando a realidade social, econômica e cultura das pessoas”, Turma Especial de Direito2 - Matrícula 11/12/12declarou.
   José Roberto Silva Souza, de 34 anos, faz parte do Assentamento Salete Strozak, em São José do Povo, Mato Grosso. “Dentre as demandas da minha região está o direito à terra de milhares de famílias, no que estarei empenhado”.
   Acolhimento
   Nesta quarta-feira (12), os alunos participam de seminário de inserção e acolhimento no auditório da Biblioteca Central Julieta Carteado. Depois, serão levados para conhecer espaços da Uefs, como o Museu Casa do Sertão, prédios administrativos e laboratórios.
   As atividades prosseguem até 21 de dezembro com oficinas formativas sobre conhecimentos gerais, atualidades, filosofia, sociologia e leitura. Depois, os alunos voltam para as comunidades e em março retornam à Uefs para o início do ano letivo.
   O curso da turma especial de Direito terá duração de dez semestres com aulas ministradas no sistema de pedagogia da alternância. Nessa metodologia, 75% das aulas serão realizadas no campus da Universidade e 25% na comunidade do aluno.
   Política de permanência
   Os alunos terão moradia e alimentação garantida através de um convênio firmado entre a Universidade e o Incra, ação que integra as políticas de permanência da Uefs.  O alojamento está localizado na Cooperativa de Mulheres, bairro Papagaio, entidade administrada pelo Movimento de Organização Comunitária (MOC).
   Segundo a coordenadora de Direito da Uefs, Marília Lomanto, esta turma vai seguir rigorosamente a matriz do curso regular. “O processo seletivo foi rigoroso, assim como será o desenvolvimento do curso, que tem o Selo de Qualidade da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)”. A coordenadora afirmou, ainda, que a oferta da turma especial de Direito “rompe o estigma e os preconceitos com os assentados, além de provocar o repensar sobre as práticas pedagógicas”.
   O professor orientador da turma especial, Pedro Diamantina, chama a atenção para a representatividade do curso perante a sociedade. “É uma conquista da Política Nacional de Educação para a Reforma Agrária, já que antes a educação no campo se limitava ao ensino fundamental e médio”, salientou. 
Vívian Servo Leite – Ascom/Uefs
11/12/12

Nenhum comentário:

Postar um comentário